Autor

Abrótea

 

Data

18 de Fevereiro de 2021

 

Secção

Policiário [59]

 

Competição

Torneio do Centenário do Sete de Espadas

Prova nº 1 – C

 

Publicação

Sábado [877]

 

 

UMA DÚZIA DE QUALIDADE

Abrótea

 

O saudoso “SETE”, no velhinho “M.A.” denominava os seus torneios como “Torneio Quatro Estações", isto porque apresentava um problema de palavras cruzadas, um questionário como este, às vezes sobre BD, um outro de cultura geral e um problema policial, não necessariamente por esta ordem.

Assim, aqui fica este teste de conhecimentos policiais…

1 – Português, viveu no Bairro Alto, muito tempo, além de jornalista, escritor ele foi. Com o seu nome escreveu "O que diz Molero", com o pseudónimo escreveu vários livros policiais, apenas quero os dois nomes…

2 – Inspetor Lister, algumas “Cowboiadas”, muitas capas de revista, livros esses nem falo. No policial algumas dezenas de livros, o seu nome real, e já agora o seu pseudónimo, usado nas antologias, e nos seus livros policiais…

3 – Nascido em 1929, na maior parte dos seus casos escolheu a cidade de Nova Iorque para resolver os crimes… seu nome e pseudónimo.

4 – Escrito a duas mãos, publicado originalmente no Diário de Notícias sob a forma de cartas anónimas entre 24 de julho e 27 de setembro de 1870. Nome do livro que apenas saiu em 1884 (a primeira versão) e dos seus autores…

5 – Muitos dos seus livros exibem o título “um crime…”, “Crime…” ou “Morte…”. Jaime Ramos é a sua personagem preferida, como policial… de que autor se trata?

6 – O “SETE” antigamente costumava dizer, “os dedos das mãos não chegam para encontrar os bons autores policiais”. Pois eu encontrei mais de uma centena e, entre eles aqui está um ou dois em um. Ex-advogado, (expulso da ordem por descobrir muitos buracos na lei) com ambos os pseudónimos, escreveu dezenas de livros e com ambos criou uma dupla, na maioria dos livros o título começava por “O caso…” apenas quero os dois pseudónimos.

7 – Uma “tia” supersimpática, mas muito, mesmo muito bisbilhoteira, livro e filme conjugam tudo… nem sempre veste de azul, mas fica--lhe bem. “O mistério…", aqui apenas peço o resto do título, a autora e claro o nome da “TIA”.

8 – Gordo, imensamente gordo, cultivador de orquídeas, o seu nome e o do seu ajudante?

9 – Sem saber que iria ganhar o primeiro prémio na antiga Vampiro Magazine junto com o manuscrito enviou uma carta escrita atabalhoadamente, não por ele, em que “assassinava” com “Um Transmontano”. Esse conto mais tarde deu origem a um romance publicado na velhinha coleção “XIS”. Quero saber quem é o autor, e o nome do (livro) conto…

10 – Mais um famoso, de Santo apenas o é de nome o de pau oco. Adora o seu carro, joias e mulheres bonitas. Nome do autor por favor…

11 – Uma simples, dois primos, dois inspetores, “O mistério dos fósforos queimados” quase iniciou a coleção “Vampiro”. Nome do autor e, claro, o do inspetor.

12 – E como o Inspetor Fidalgo vem repetindo, um dos nossos poetas maiores, também se debruçou sobre o policial. De quem se trata, e qual o doutor?

© DANIEL FALCÃO