Quarta-feira, 21 de Junho de 2017

 

Olá, Amigos!

Muito bom-dia… boa-tarde… ou boa-noite, conforme o momento do dia que tiverem para nos dedicar. (7)

PÚBLICO-POLICIÁRIO

Secção publicada todos os domingos no jornal Público, desde o dia 1 de Julho de 1992, coordenada por Luís Pessoa.

Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2017 – Prova nº 5

Depois das produções de Rigor Mortis, A. Raposo & Lena, Inspetor Boavida e Búfalos Associados, juntam-se agora as produções de Inspector Aranha para a temporada que marca a comemoração do 25º aniversário da secção Policiário no Público.

Na Prova nº 5 do Campeonato Nacional 2017 (Parte I), encontramo-nos perante um sobrinho, único herdeiro de um velho agiota, que o decide matar, elaborando um cuidadoso plano para que, assim que o corpo fosse descoberto, tudo apontasse para uma situação de suicídio, ou, caso o suicídio viesse a ser descartado, para que nenhum elemento apontasse para a sua potencial culpabilidade. Para isso, prepara e coloca junto do corpo uma carta que aponte para um qualquer dos seus clientes, além de procurar um álibi, para a hora da morte, ao participar na 26ª Meia-Maratona de Lisboa. Mas, infelizmente para ele, os investigadores de A Morte do Agiota detiveram-no como suspeito da morte do seu tio. O que terá corrido mal?

Por seu lado, na Prova nº 5 (Parte II), acompanhamos as Recordações do Inspector Gonçalves que, sentado num sofá de sua casa, após mais um dia de actividade, vai beberricando um whisky. As suas recordações conduzem-no ao seu primeiro dia na PJ e ao seu primeiro caso, um homicídio violento ocorrido numa vivenda na zona de Belém, na qual o respectivo proprietário fora mortalmente atingido a tiro. Facilmente se chegou à identidade do criminoso. Mas será que sabem qual a razão que conduziu à sua identificação?

Como sempre a data limite para envio das propostas de solução é o último dia do mês, ou seja, 30 de Junho, para um dos seguintes endereços: pessoa_luis@hotmail.com, luispessoa@sapo.pt ou lumagopessoa@gmail.com, por correio eletrónico; ou Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 Marinhais, por correio postal.

Taça de Portugal 2017 – 4ª Eliminatória

Como seria de esperar, com a divulgação dos confrontos da 4ª eliminatória da Taça de Portugal 2017, vai sendo reduzido o número de detectives candidatos à vitória final nesta competição. A seleção dos 128 detectives ainda em prova deveu-se ao facto de terem apresentado uma solução na Prova nº 3 do Campeonato Nacional com melhor pontuação ou, caso tenham obtido a mesma pontuação, com melhor qualidade que a solução apresentada pelo seu oponente directo.

Tal como fizéramos na eliminatória anterior destacamos, entre os 64 confrontos, aqueles que respeitam aos detectives que foram mais longe na época transacta. Assim, Professor Ordoc irá defrontar Daniel Falcão, vencedor da Taça de Portugal das últimas três temporadas, Lady Shira tem pela frente Inspector Aranha, finalista vencido da temporada passada, e Pronto.pt e Detective Alfacinha cruzam-se com Inspector Moscardo e Zé, semifinalistas em 2016. Por fim, saiu a Free Love a maior fava da “D. Sorte”, expressão do saudoso e sempre recordado Sete de Espadas, já que irá defrontar o autor da Prova nº 4 do Campeonato Nacional, prova que decide quem irá passar à eliminatória seguinte.

Policiarista do Ano 2017 e Ranking Público-Policiário 2017

Considerando os detectives que ultrapassaram mais uma eliminatória da Taça de Portugal, a lista de líderes da classificação do Troféu Policiarista do Ano 2017 reduziu-se de 242 para apenas 115 detectives, correspondendo aqueles que se mantêm nesta competição e que são, simultaneamente, totalistas no Campeonato Nacional.

Já no concerne à classificação do Ranking Público-Policiário 2017 não se registou qualquer alteração no top-10, o qual está organizado da seguinte forma: nos dois primeiros lugares do pódio estão líder Daniel Falcão (com 195 pontos) e Zé (180), sendo o terceiro lugar partilhado por Detective Jeremias, Inspector Aranha e Mister H (176), seguindo-se Inspector Boavida (175), Inspector Moscardo (173), Búfalos Associados e Karl Marques (171) e Paulo (com 170 pontos).

Campeonato Nacional 2017 – Resultados da Prova nº 2

Já foram divulgados, no blogue Crime Público, os resultados da Prova nº 2 do Campeonato Nacional 2017. Estes resultados acabam por comprovar que os concorrentes teoricamente mais favoritos são apenas isso mesmo, teoricamente mais favoritos, já que, na sua larga maioria, não obtiveram a pontuação máxima nesta prova. O que significa que está tudo em aberto neste ano em que se comemora o 25º aniversário da secção Policiário no Público.

Ultrapassada a segunda prova, a liderança do Campeonato Nacional 2017 está nas mãos de Detective Jeremias, partilhando o pódio com Ribeiro de Carvalho e Inspector Moscardo, separados apenas pela pontuação obtida nas melhores soluções (7, 4 e 3 pontos, respectivamente). Nos lugares imediatamente a seguir aparecem os detectives que pontuaram nas soluções mais originais: Troikosta e Uniaque (4 pontos), Cota Mil e Peter O (3), Deco e Dr. Fonseca (2) e, fechando esta lista na décima posição, Hugo Foguete (1 ponto). A lista de concorrentes totalistas, embora mais curta que no final da prova anterior, continua ainda a contar com mais 428 detectives.

Campeonato Nacional 2017 – Soluções da Prova nº 4

Já está disponível a solução da Prova nº 4 (Parte I), produção com a assinatura de Búfalos Associados, O Faqueiro da Viscondessa, para além das soluções das provas anteriores.

 

O DESAFIO DOS ENIGMAS

Secção publicada no jornal Audiência Grande Porto, desde o dia 1 de Junho de 2016, coordenada por Salvador Santos (Inspector Boavida).

Torneio Policiário 2017 – Problema nº 5

Não há Nada para Ninguém”, assim é intitulado um relato da vida real que nos dado a conhecer pela Detective Jeremias, naquele que é o Problema nº 5 do Torneio Policiário 2017. Este relato envolve uma tia milionária e os seus três sobrinhos endividados até ao tutano, todos desesperados por uma fatia de herança que tarda em chegar. Até que, no dia do 85º aniversário da velha senhora, um deles decide antecipar o momento para recebimento da herança. Só que, a tia, uma octogenária moderna cheia de energia mental, está alerta para essa possibilidade e o crime não acontece.

A data limite para o envio das propostas de solução é o dia 10 de Julho, as quais podem ser enviadas para um dos seguintes endereços: salvadorpereirasantos@hotmail.com, por correio eletrónico; ou Audiência GP / O Desafio dos Enigmas, rua do Mourato, 70-A, 9600-224 Ribeira Seca RG – São Miguel – Açores, por correio postal.

Torneio Policiário 2017 – Solução e Resultados do Problema nº 4

Estão encontrados os  cinco erros presentes no Problema nº 4 do Torneio Policiário 2017, O Meu Paraíso, produção de Inspetor Boavida, e já são conhecidos os respetivos resultados.

Ultrapassada a quarta prova deste torneio, o trio da frente está de pedra e cal nos lugares do pódio, ainda com Detetive Jeremias (57 pontos) na liderança da classificação do Torneio Policiário 2017, seguida de muito perto por Menino Lucas e Vimaranes (ambos com 54 pontos). Na peugada deste trio, segue um outro trio, partilhando a mesma pontuação, mas já a uma distância considerável, formado por Alex, Madame Eclética e Rigor Mortis (com 42 pontos).

Concurso de Contos

Um Caso Policial em Gaia” é o tema de um concurso de contos aberto a todos, jovens e menos jovens, que se queiram “aventurar” na ficção policial. O prazo de entrega de originais termina no final do mês de Junho, sendo a partir daí sujeitos à apreciação de um júri que os ordenará em três classificações distintas: a primeira para todos os contos a concurso; a segunda para aqueles que nunca tenham publicado qualquer conto; e, a terceira destinada exclusivamente aos mais jovens.

 

TERTÚLIAS E CONVÍVIOS

Notícias sobre tertúlias e convívios.

XIV Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade

A Tertúlia Policiária da Liberdade acaba de anunciar a realização de uma reunião, no próximo dia 1 de Julho, para balanço do seu XIV Convívio e de toda a sua actividade em geral. Coincidindo a data com o 25º aniversário da secção “Público-Policiário”, a TPL não deixará de assinalar tão relevante acontecimento policiarista nem de brindar, com toda a justiça, ao confrade Luís Pessoa, o responsável daquela secção ao longo deste quarto de século.

A reunião-almoço terá lugar na Taverna dos Trovadores, em S. Pedro de Sintra, a partir das 12 horas e 30 minutos e o preço será de 16 euros por pessoa. Os policiaristas que possam e queiram estar presentes deverão confirmar a sua comparência até ao próximo dia 29 de Junho, pelos contactos habituais: António Raposo (213548860 ou 966173648), Nove (214719664 ou 966102077) ou Rui Mendes (219230178 ou 965894986).

TPCCS – Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA

O confrade Abrótea, há muitos anos dedicado ao Policiário, Cruzadismo e Charadismo, apela a todos os confrades residentes na área de Setúbal para que, com ele, promovam a criação da Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA (TPCCS), com o intuito de relançar o espírito tertuliano das décadas passadas. Para quem estiver interessado em colaborar, aqui fica o seu contacto: semumtusto1@gmail.com.

 

O POLICIÁRIO NA IMPRENSA REGIONAL

Notícias sobre outras secções policiárias publicadas na imprensa regional.

Correio Policial

A secção publicada semanalmente no jornal Correio do Ribatejo, de Santarém, orientada por Domingos Cabral, o “nosso” Inspector Aranha (d.cabral@sapo.pt, Rua Serpa Pinto 98, 2000-046 Santarém), inclui problemas policiários, contos policiais e muito mais.

 

O POLICIÁRIO NA INTERNET

Blogues relacionados com policiário.

Policiarismo

Assim se apresenta o blogue Policiarismo: “O policiarismo tem em Portugal várias dezenas de atividade. Este é mais um espaço de memória”… e aqui vamos recordando muito do que se tem feito ao longo das últimas décadas. No passado dia 12 de Junho foram-nos recordados os ex-libris de um conjunto de activos policiaristas da década de 1970 e 1980, publicados no XYZ Magazine nº 1.

Neste blogue é ainda possível acompanhar a inventariação de policiaristas, secções e publicações, na qual já estão recenseados mais de 6500 policiaristas, com um vasto conjunto de informação muito diversificada, assim como uma grande parte da actividade desenvolvida por várias secções.

Local do Crime

Depois de sete anos de interrupção o blogue Local do Crime regressou, como “caixa-de-ressonância da secção O Desafio dos Enigmas no espaço cibernético”… citando o Inspector Boavida, criador deste espaço.

Crime Público

E, claro está, aproveitando as palavras do Inspector Boavida, temos também o Crime Público como “caixa-de-ressonância” da secção Policiário.

 

ARQUIVO HISTÓRICO DA PROBLEMÍSTICA POLICIÁRIA PORTUGUESA

Recolha museológica da problemística policiária portuguesa, apresentada em Dezembro de 2004 e coordenada por Jartur Mamede.

III Torneio Nacional de Problemística Policiária

Desde a passada sexta-feira, dia 13, que Jartur Mamede está a apresentar mais um fruto do seu incansável trabalho de recolha da problemística policiária portuguesa. Desta vez, ressuscitou o III Torneio Nacional de Problemística Policiária  com a apresentação do 1º problema da 1ª eliminatória, “O Caso do Colar Desaparecido”, original de Bia Sotam. Entretanto, também já foi apresentada a solução deste problema e a relação dos problemas apurados para o torneio.

Para já, antes de integrar estes problemas na já longa lista de problemas policiários que o CLUBE DE DETECTIVES disponibiliza, iremos levar até aos detectives os originais deste extraordinário trabalho de Jartur Mamede em prol do Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa.

 

PUBLICAÇÕES

Divulgação das publicações do CLUBE DE DETECTIVES.

E-Books CLUBE DE DETECTIVES

Enquanto se preparam os futuros e-Books, eis os que estão disponíveis: Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2015, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2014, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2013, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2011, competições promovidas pela secção Público-Policiário, e Torneio Domingos Cabral, promovido pela secção Mundo dos Passatempos.

 

 

 

 

Um abraço e até breve

(7) A nossa sentida homenagem a SETE DE ESPADAS.

© DANIEL FALCÃO, 2000-2017