Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

 

Olá, Amigos!

Muito bom-dia… boa-tarde… ou boa-noite, conforme o momento do dia que tiverem para nos dedicar. (7)

PÚBLICO-POLICIÁRIO

Secção publicada todos os domingos no jornal Público, desde o dia 1 de Julho de 1992, coordenada por Luís Pessoa.

Campeonato Nacional 2018 – Soluções da Prova nº 4

Já são conhecidas as soluções da Prova nº 5 do Campeonato Nacional 2018No Melhor Pano Cai a Nódoa? e Uma História de Marcolino, produções de Ferdinand Search e Zélima, respectivamente, assim como as soluções das quatro provas anteriores.

Campeonato Nacional 2018 – Prova nº 6 (Parte I)

Estamos no dia 1 de Julho, quatro amigos estão reunidos à mesa. São eles: Sete de Espadas, com a sua cabeleira rala, muito branca, olhos vivos, sorriso franco; Dic Roland, detective de vastos recursos, que chegou a ser chefe da polícia na Índia; KO, professor de grande mérito que um dia descobriu que era exímio decifrador de enigmas policiais; e Rip Kirby, brilhante detective que seguia todas as movimentações policiais, escrevendo e resolvendo enigmas, com um gosto especial pelas classificações. Enquanto aguardam que, pela lei da vida, inevitavelmente, outros se lhes juntem, estão reunidos Quatro Amigos em 1 de JulhoProva nº 6 (Parte I) do Campeonato Nacional 2018, original de Zéfrey – a discutir qual o número de contribuinte que ficou registado na factura da reunião do ano anterior.

A Prova nº 6 (Parte II) do Campeonato Nacional 2018, também original de Zéfrey, faz regressar os Quatro Amigos ao Pôr-do-Sol, num paraíso perdido algures, no meio de nada ou de tudo, conforme a perspectiva, com umas cervejas na frente e alguns petiscos, bem à moda dos convívios policiários dos anos 70 e 80 do século XX. Sete de Espadas, Dic Roland, KO e Rip Kirby permanecem em alegre algazarra, trocando “piropos” com duplo sentido, procurando saudavelmente “picar” os seus companheiros de copos e petiscos, com as devidas alcunhas: Maçarico, Chamuscado, Boxeur, Chefe Indiano. Por isso se pergunta, quem é quem?

Como sempre a data limite para envio das propostas de solução, em tempo de férias de Verão, é o dia 10 de Agosto, para um dos seguintes endereços: pessoa_luis@hotmail.com, lumagopessoa@gmail.com ou luispessoa@sapo.pt, por correio eletrónico; Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 Marinhais, por correio postal; ou por entrega em mão ao próprio Luís Pessoa, onde quer que o encontrem.

Campeonato Nacional 2018 – Resultados da Prova nº 3

Já estão disponíveis, no blogue Crime Público, todos os resultados da Prova nº 3 do Campeonato Nacional 2018. O pleno da pontuação, após três provas, foi conseguido por 394 detectives concorrentes, o que significa a continuação de uma disputa muito acesa pelo topo da classificação. Todavia, como é bem sabido, os pontos especiais (Melhores Soluções e Soluções Mais Originais) funcionam como critério de desempate entre estas quatro centenas de detectives, o que permite destacar o respectivo top-ten.

Para já, os pontos especiais obtidos nas Melhores Soluções coloca nas seis primeiras posições, por esta ordem, Daniel Falcão, Detective Jeremias, Inspector Aranha, Búfalos Associados, Zé e Rigor Mortis. Por sua vez, nas quatro posições seguintes, graças aos pontos especiais obtidos nas Soluções Mais Originais estão Deco, J Belchior, Xispeteó e Raio Kito. Sem qualquer ponto especial, num honroso décimo primeiro lugar aparece uma longa lista de 384 detectives concorrentes.

Mas… ainda só passaram três provas, mantendo-se tudo em aberto, prova após prova.

Policiarista do Ano 2018 e Ranking Público-Policiário 2018

Duplicando os pontos obtidos nesta terceira prova, a classificação do troféu Policiarista do Ano 2018 passa a ter na sua liderança os 62 detectives concorrentes que conquistaram a totalidade dos pontos do Campeonato Nacional 2018 e que ainda se mantêm em prova na Taça de Portugal 2018, com exactamente 112 pontos.

Por sua vez, a consequente actualização do Ranking Público-Policiário 2018 não produziu qualquer alteração no respetivo top-10: Búfalos Associados continua na liderança, agora com 224 pontos, seguido a uma curta distância por Daniel Falcão (220) e Detective Jeremias e Inspector Boavida (ambos com 216). Imediatamente a seguir aparecem Inspector Aranha (214), Mister H (212), Inspector Moscardo (209), Paulo (208), Karl Marques (206) e Ego (203).

Taça de Portugal 2018

Com a divulgação dos confrontos relativos à 5ª eliminatória da Taça de Portugal 2018, fica determinado quem são os detectives concorrentes que permanecem em prova nesta competição, reduzidos a apenas 64. A partir destes confrontos, dependendo das propostas de solução apresentadas à Prova nº 5 do Campeonato Nacional 2018, já só restarão 32 detectives. Quem serão eles?

Como habitual, continuamos a destacar os confrontos que envolvem os concorrentes que estarão frente a frente com aqueles que chegaram mais perto do final na temporada transacta. São eles: Gasos Pancali que irá defrontar o vencedor desta competição em 2017, Búfalos Associados, Sargento Kirk que terá pela frente o finalista vencido, Inspector Moscardo, e Inspector Xunga e Família Holmes que irão medir forças com os concorrentes que alcançaram as meias-finais, Inspector Boavida e Rigor Mortis, respectivamente.

ARQUIVO HISTÓRICO DA PROBLEMÍSTICA POLICIÁRIA PORTUGUESA

Recolha museológica da problemística policiária portuguesa, apresentada em Dezembro de 2004 e coordenada por Jartur Mamede.

Arquivo M. Lima – Reportagens dos Convívios

O CLUBE DE DETECTIVES passou a incluir, desde sexta-feira 13 de Julho, uma nova área no Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa online dedicada às reportagens dos convívios. Recordando alguns dos convívios realizados nas décadas de 1970 e de 1980, surge-nos imediatamente à memória uma das figuras mais emblemáticas que percorria o país, do Minho ao Algarve, sempre de máquina fotográfica em acção, registando momentos que hoje são recordados com muita saudade. Referimo-nos, naturalmente, ao confrade M. Lima, a quem dedicamos esta nova área e que resolvemos designar por Arquivo M. Lima.

Graças a M. Lima, muitos dos policiaristas que participaram nesses convívios, como felizmente é o nosso caso, têm hoje nos seus álbuns fotográficos registos de momentos inolvidáveis e momentos que o tempo não apagou e, com certeza, não apagará.

E, para abrir este arquivo nada melhor que uma reportagem redigida precisamente por M. Lima, a qual conta as suas aventuras e desventuras, a propósito do VII Convívio Policiário de Évora, realizado a 27 de Junho de 1982. Para quem já não se lembra e para não faz ideia do que significava em 1982 viajar entre as cidades do Porto e de Évora, aqui fica um registo de uma das muitas “idas e vindas” que eram necessárias fazer para marcar presença num convívio na outra ponta do país.

Na próxima sexta-feira, que não será 13 (a próxima será apenas em Setembro do próximo ano), teremos mais uma reportagem.

Um Problema a Prémio – Labirinto (Out.1946 / Fev.1947)

Eram exatamente 13 horas de sexta-feira dia 13 e eis que cai na caixa de correio a mais recente “jarturada”, incluindo o historial e os cinco problemas que formaram a secção “Um Problema a Prémio”, publicada na revista Labirinto entre Outubro de 1946 (mês em que foi posto à venda o nº 1 da revista) e Fevereiro de 1947 (mês de saída do último número).

Estando em dúvida a identidade do orientador desta secção e dos cinco problemas publicados, embora assinados por Duncan Roweena, Jartur Mamede, alma mater do Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa, até que alguém o informe em contrário, mantém Duncan Roweena como autor e orientador. E é mesmo nestas condições que integramos estes problemas e respectiva secção no arquivo online.

O DESAFIO DOS ENIGMAS

Secção publicada no jornal Audiência Grande Porto, desde o dia 1 de Junho de 2016, coordenada por Salvador Santos (Inspector Boavida).

Torneio “Solução à Vista!” – Prova nº 3

Na Prova nº 3 do Torneio “Solução à Vista”, um original de Rigor Mortis, o inspector João Velhote investiga a morte de um dos sócios fundadores do clube War Veterans British Club. Na companhia do curador do clube, Antero Rodrigues, dirige-se ao salão, com mobiliário escasso mas rico, onde depara, numa d’ As Três Poltronas, com o corpo de Luís da Mata, ensanguentado, com o tronco caído sobre os joelhos. Com o detalhe possível, o curador relata os movimentos habituais, repetidos naquela manhã, dos ocupantes das três poltronas, além de Luís Mata, António de Carvalho e Carlos dos Santos. E é precisamente chegado o momento de, baseados na minuciosa descrição do curador Antero Rodrigues, perguntarmos aos leitores o que acham que aconteceu naquela sala? Terá Luís da Mata cometido suicídio? Ou terá sido morto por algum dos seus dois ex-amigos?

Justifique o seu raciocínio através de relatório a enviar, até ao dia 10 de Agosto, para um dos seguintes endereços: por correio eletrónico para salvadorpereirasantos@hotmail.com ou por correio postal para Audiência GP / O Desafio dos Enigmas, Rua do Mourato, 70-A – 9600-224 Ribeira Seca RG – São Miguel – Açores.

Torneio “Solução à Vista!” – Solução e Resultados da Prova nº 1

O consagrado inspector Macunaíma, homem de poucos músculos, muito franzino e pequeno, mas rápido no uso do seu privilegiado cérebro, facilmente descortinou o responsável pelO Enforcamento do Vigilante, Prova nº 1 do Torneio “Solução à Vista”, da autoria de Daniel Gomes.

Entre os muitos leitores deste enigma, apenas 32 detectives decidiram avançar com uma proposta de solução, dos quais 27 mostraram estar à altura do inspector Macunaíma. Todavia, como dita o regulamento, foram destacadas três propostas de solução, as quais recolheram os pontos especiais em disputa. Por esta razão, o trio que arranca no pódio da primeira classificação do Torneio “Solução à Vista” é formado por Detective Jeremias (com 13 pontos), vencedora do Torneio Policiário 2017, Daniel Falcão (12) e Bernie Leceiro (11).

Torneio “Mãos à Escrita!”

Registe-se, ainda, que as avaliações feitas pelos 32 solucionistas e pelo orientador da secção ao enigma O Enforcamento do Vigilante, de Daniel Gomes, concorrente aos prémios em disputa no torneio de produção policiária “Mãos à Escrita!”, resultaram na seguinte pontuação média final: 6,80 pontos.

O POLICIÁRIO NA IMPRENSA REGIONAL

Notícias sobre outras secções policiárias publicadas na imprensa regional.

Correio Policial

A secção publicada semanalmente no jornal Correio do Ribatejo, de Santarém, orientada por Domingos Cabral, o “nosso” Inspector Aranha (d.cabral@sapo.pt, Rua Serpa Pinto 98, 2000-046 Santarém), inclui problemas policiários, contos policiais e muito mais. Na edição de 13 de Julho foi publicado o problema “Mensagem Falsa”, original de Prof. Fordney, mas como é sexta-feira 13, foi evocada uma sexta-feira 13 de há 36 anos, promovida pela revista Selecções Mistério, e o conto “Dia 13, Sexta-Feira” de Hélia.

Continua disponível, desde o dia 15 de Janeiro, a coletânea “Dúzia de Ouro – Doze dos Melhores Contos Policiais de Sempre”, à venda no Correio do Ribatejo. A coletânea pode ainda ser pedida para Domingos Cabral (contactos acima) e tem um custo de 12 euros (com portes incluídos).

TERTÚLIAS E CONVÍVIOS

Notícias sobre tertúlias e convívios.

XV Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade – Reportagem

Domingo, 20 de Maio, realizou-se o XV Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade, o qual decorreu no Restaurante Sabores de Sintra, em São Pedro de Sintra. Agora, disponibilizamos uma curta reportagem sobre este convívio no qual foram apresentados mais dois livrinhos, intitulados “O Caso (Sério) da Rua das Trinas” e “O Verdadeiro Borda de Água do Conto Curto para 2018”, e ainda o Certificado de Presença (muito especial).

TPCCS – Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA

O confrade Abrótea, há muitos anos dedicado ao Policiário, Cruzadismo e Charadismo, apela a todos os confrades residentes na área de Setúbal para que, com ele, promovam a criação da Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA (TPCCS), com o intuito de relançar o espírito tertuliano das décadas passadas. Para quem estiver interessado em colaborar, aqui fica o seu contacto: semumtusto1@gmail.com.

O POLICIÁRIO NA INTERNET

Blogues relacionados com policiário.

Policiarismo

Assim se apresenta o blogue Policiarismo: “O policiarismo tem em Portugal várias dezenas de atividade. Este é mais um espaço de memória”… e aqui vamos recordando muito do que se tem feito ao longo das últimas décadas. No passado dia 6 de Julho foi recordado o problema No Clube dos Policiários, da autoria de Luís Filipe Costa, publicado na secção “Em Fim de Livro”, correspondendo ao Problema nº 10 do Torneio Sete de Espadas, poucos dias volvidos, aí está a solução do problema.

Neste blogue é ainda possível acompanhar a inventariação de policiaristas, secções e publicações, na qual já estão recenseados mais de 6500 policiaristas, com um vasto conjunto de informação muito diversificada, assim como uma grande parte da actividade desenvolvida por várias secções.

Local do Crime

Depois de sete anos de interrupção o blogue Local do Crime regressou, como “caixa-de-ressonância da secção O Desafio dos Enigmas no espaço cibernético”… citando o Inspector Boavida, criador deste espaço.

Crime Público

E, claro está, aproveitando as palavras do Inspector Boavida, temos também o Crime Público como “caixa-de-ressonância” da secção Policiário.

 

 

 

 

Um abraço e até breve

(7) A nossa sentida homenagem a SETE DE ESPADAS.

© DANIEL FALCÃO, 2000-2018