Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2016

 

Olá, Amigos!

Muito bom-dia… boa-tarde… ou boa-noite, conforme o momento do dia que tiverem para nos dedicar. (7)

PÚBLICO-POLICIÁRIO

Secção publicada todos os domingos no jornal Público, desde o dia 1 de Julho de 1992, coordenada por Luís Pessoa.

Campeonato Nacional 2016 – Resultados da Prova nº 9

Quando faltam poucas semanas para se conhecer os vencedores de 2016 (embora já sejam vencedores todos os detectives que mês após, entre Fevereiro e Novembro, disseram presente aos desafios que sucessivamente foram sendo lançados), acabam de ser divulgados no blogue Crime Público os resultados da Prova nº 9 do Campeonato Nacional 2016.

Após esta penúltima prova, Daniel Falcão, Inspector Aranha e Zé continuam de pedra e cal nos lugares do pódio do Campeonato Nacional, graças aos pontos especiais continuamente conquistados nas Melhores Soluções (37, 34 e 26 pontos, respectivamente). É verdade que continuam a ocupar os lugares do topo, mas tudo pode ainda acontecer nos desafios propostos na última prova da autoria de Mário Campino e Zecadiabo.

Para já, os totalistas no final das nove provas disputadas são apenas cinco. Pois, tal como Daniel Falcão, Inspector Aranha e Zé, também Mister H (com 2 pontos especiais nas Melhores Soluções) e Inspector Boavida ainda não perderam qualquer ponto. Imediatamente a seguir, segue-se um grupo agora reduzido para seis detectives com apenas um ponto perdido. A liderar este grupo está a actual campeã nacional, Detective Jeremias (com 26 pontos nas Melhores Soluções), seguida por Búfalos Associados (5), Verbatim (4) e Bernie Leceiro, Inspector Moscardo e Karl Marques (sem qualquer ponto especial).

Sendo ainda completamente incerto o desfecho desta competição, é muito provável que o campeão nacional 2016 seja um dos treze nomes referidos. Todavia, com os resultados desta prova os principais candidatos à vitória final foram reduzidos a apenas onze. Qual destes será campeão nacional?

A resposta a esta questão apenas será dada nos últimos minutos deste ano de 2016 ou talvez nos primeiros minutos de 2017.

Policiarista do Ano e Ranking-Policiário 2016

Com a divulgação dos resultados da Prova nº 9 do Campeonato Nacional 2016, as classificações do Troféu Policiarista do Ano 2016 e do Ranking Público-Policiário 2016 mantiveram-se relativamente estabilizadas.

Na liderança do Troféu Policiarista do Ano 2016 continuam os finalistas da Taça de Portugal 2016, Daniel Falcão e Inspector Aranha (com 312 pontos), seguindo-se os semifinalistas Zé (307) e Inspector Moscardo (305). Imediatamente a seguir, bastante próximos e no top-10, aparecem Detective Jeremias e Verbatim (290), Inspector Sonntag (288), Ritalina (286), Inspector Boavida e Mister H (282).

Já no Ranking Público-Policiário 2016, Daniel Falcão, Inspector Aranha e Zé ocupam os lugares do pódio (com 427, 413 e 401 pontos, respectivamente). Imediatamente a seguir a este deste trio estão Detective Jeremias (399), Inspector Boavida (389), Inspector Moscardo (387), Verbatim (386), Mister H (378), Búfalos Associados (377) e Inspector Sonntag e Paulo (374).

Taça de Portugal 2016 – Final

Aí está o confronto final da Taça de Portugal 2016: Daniel Falcão – Inspector Aranha.

Pelo caminho ficaram milhares de detectives concorrentes, com destaque especial para aqueles que se confrontaram directamente com os dois finalistas: Maphyl, Roca Mix, A Bola, Microlta, Karl Marques, Rigor Mortis, Verbatim e Zé eliminados por Daniel Falcão e Manu, Agente Alturas, Luís Zero, Zé Ferry, Agente Guima, Inspector Boavida. Detective Jeremias e Inspector Moscardo eliminados por Inspector Aranha.

Daniel Falcão e Inspector Aranha defrontam-se pela primeira vez numa final, ambos com as células cinzentas apontadas para a vitória final, mas com expectativas um pouco diferentes: Daniel Falcão na esperança de vencer pela terceira vez consecutiva e Inspector Aranha com a esperança de repetir o feito alcançado na temporada de 2007/2008.

A vitória dependerá da prestação destes dois detectives na Prova nº 10 do Campeonato Nacional 2016, com particular destaque para o desafio protagonizado pelo avô Palaló.

Campeonato Nacional 2016 – Solução da Prova nº 9

Estão disponíveis as soluções de Num Bairro Popular, Prova nº 9 (Parte I) do Campeonato Nacional 2016, e de Aconteceu num Dia à Tarde, Prova nº 9 (Parte II), originais de Verbatim e Quaresma, Decifrador, respectivamente. Estas soluções permitiram conhecer quem pôs fim à vida de D. Antónia Vigário, porquê e em que circunstâncias e, também, a identidade da mulher que assassinou Joaquim Barroca.

 

O POLICIÁRIO NA IMPRENSA REGIONAL

Notícias sobre secções policiárias publicadas na imprensa regional.

O Desafio dos Enigmas

A seção “O Desafio dos Enigmas”, orientada por Salvador Santos, o nosso Inspetor Boavida, tem neste momento em preparação duas novas iniciativas com arranque previsto para o início do próximo ano.

“Um Caso Policial em Gaia” é o tema de um concurso de contos aberto a todos, jovens e menos jovens, que se queiram “aventurar” na ficção policial. O seu regulamento prevê que a entrega de originais ocorra em Abril, sendo a partir daí sujeitos à apreciação de um júri que os ordenará em três classificações distintas: a primeira para todos os contos a concurso; a segunda para aqueles que nunca tenham publicado qualquer conto; e, a terceira destinada exclusivamente aos mais jovens.

“Torneio Policiário 2017” é uma competição constituída por oito enigmas de índole policiária, especialmente produzidos para o efeito, que terá início no mês de Fevereiro. Face ao maior grau de dificuldade dos problemas, comparativamente aos do passatempo inicial daquela secção, que se aproxima do seu termo, o prazo de envio das soluções será alargado para 35 (trinta e cinco) dias, de maneira a que os leitores tenham mais tempo para leituras atentas e não se sintam pressionados a interpretações apressadas, mais passíveis de omitir pormenores e de… errar.

Os regulamentos destas duas iniciativas serão divulgados em breve, na secção e… no blogue Local do Crime, que estará de regresso no mês de Janeiro, depois de quase sete anos de interrupção.

O CLUBE DE DETECTIVES, como seria de esperar, estará na linha da frente na divulgação do “Torneio Policiário 2017”.

Correio Policial

A secção publicada semanalmente no jornal Correio do Ribatejo, de Santarém, orientada por Domingos Cabral, o “nosso” Inspector Aranha (d.cabral@sapo.pt, Rua Serpa Pinto 98, 2000-046 Santarém), inclui problemas policiários, contos policiais e muito mais. Na edição do passado dia 2 de Dezembro, destaca-se o problema “Suicídio?”, original de Prof. Fordney, a Crónica Criminal “Roubar no Supermercado”, por Dr. Helder Fraguas, e ainda um conto de Charles Mcintosh, “O Candidato Ideal”.

 

TERTÚLIAS E CONVÍVIOS

Notícias sobre tertúlias e convívios.

XIII Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade

Sobre o XIII Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade aqui fica registada uma breve narrativa do confrade Nove:

«Decorreu, com muita alegria, o XIII Convívio levado a efeito pela Tertúlia Policiária da Liberdade no passado domingo, 29 de Maio, na Quinta do Rio, entre Azeitão e Sesimbra. O dia bonito, os campos verdes e, lá um pouco mais longe, a serra à vista, convocaram os presentes a uma amena e reconfortante cavaqueira. De tudo se falou, em ambiente de grande abertura e saudável discussão.O almoço foi uma delícia e, no fim, os confrades Maria Helena e A. Raposo lançaram umas quadras de Fernando Pessoa, mas com algumas lacunas para serem preenchidas pelos convivas. O objectivo era emular ou (imagine-se!) superar o autor original. Os vencedores, com grande brilho, foram os Búfalos Associados. Mas todos receberam prémios, constituídos por um livro e brochuras com o traço comum do bom humor.Desta vez o número de confrades não foi elevado. Contrariedades diversas impediram alguns de comparecer. Porém, já está em andamento a preparação do XIV Convívio

TPCCS – Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA

O confrade Abrótea, há muitos anos dedicado ao Policiário, Cruzadismo e Charadismo, apela a todos os confrades residentes na área de Setúbal para que, com ele, promovam a criação da Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA (TPCCS), com o intuito de relançar o espírito tertuliano das décadas passadas. Para quem estiver interessado em colaborar, aqui fica o seu contacto: semumtusto1@gmail.com.

Convívio Policiário em Sintra

Foi no dia 18 de Outubro que a Tertúlia Policiária da Liberdade organizou um Convívio de Outono, na Taverna dos Trovadores, em Sintra, no qual foi lançado um livro com os contos do Concurso de Contos Manuel Constantino e a Antologia de Contos Policiais, organizado por Domingos Cabral – Inspector Aranha.

 

ARQUIVO HISTÓRICO DA PROBLEMÍSTICA POLICIÁRIA PORTUGUESA

Recolha museológica da problemística policiária portuguesa, apresentada em Dezembro de 2004 e coordenada por Jartur Mamede.

III Torneio Nacional de Problemística Policiária

Desde a passada sexta-feira, dia 13, que Jartur Mamede está a apresentar mais um fruto do seu incansável trabalho de recolha da problemística policiária portuguesa. Desta vez, ressuscitou o III Torneio Nacional de Problemística Policiária  com a apresentação do 1º problema da 1ª eliminatória, “O Caso do Colar Desaparecido”, original de Bia Sotam. Entretanto, também já foi apresentada a solução deste problema e a relação dos problemas apurados para o torneio.

Para já, antes de integrar estes problemas na já longa lista de problemas policiários que o CLUBE DE DETECTIVES disponibiliza, iremos levar até aos detectives os originais deste extraordinário trabalho de Jartur Mamede em prol do Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa.

 

PUBLICAÇÕES

Divulgação das publicações do CLUBE DE DETECTIVES.

E-Books CLUBE DE DETECTIVES

Enquanto se preparam os futuros e-Books, eis os que estão disponíveis: Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2015, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2014, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2013, Campeonato Nacional e Taça de Portugal 2011, competições promovidas pela secção Público-Policiário, e Torneio Domingos Cabral, promovido pela secção Mundo dos Passatempos.

 

 

 

 

 

Um abraço e até breve

(7) A nossa sentida homenagem a SETE DE ESPADAS.

© DANIEL FALCÃO, 2000-2016