Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

 

Olá, Amigos!

Muito bom-dia… boa-tarde… ou boa-noite, conforme o momento do dia que tiverem para nos dedicar. (7)

O POLICIÁRIO NA IMPRENSA REGIONAL

Notícias sobre outras secções policiárias publicadas na imprensa regional.

Correio Policial

A secção publicada semanalmente no jornal Correio do Ribatejo, de Santarém, orientada por Domingos Cabral, o “nosso” Inspector Aranha (d.cabral@sapo.pt, Rua Serpa Pinto 98, 2000-046 Santarém), inclui problemas policiários, contos policiais e muito mais.

Na edição de 23 de Fevereiro publicou-se o problema “Embrulhos e Embrulhadas”, original de Sete de Espadas e ainda “Em Tempo de Evocações… Conhecer os Mestres do Policiário” com a atenção voltada para Manuel José Tharuga Lattas, o “nosso” Sete de Espadas. Nesta mesma edição recorda-se a criação da Tertúlia Policiária Ribatejana e a primeira secção Página Policial, publicada a 2 de Novembro de 1962, com a publicação de uma foto contando com Celestino Santos, Domingos Cabral e Lima Rodrigues.  Mais uma secção a não perder!

Está disponível, desde o dia 15 de Janeiro, a coletânea “Dúzia de Ouro – Doze dos Melhores Contos Policiais de Sempre”, à venda no Correio do Ribatejo. A coletânea pode ainda ser pedida para Domingos Cabral (contactos acima) e tem um custo de 12 euros (com portes incluídos).

 

PÚBLICO-POLICIÁRIO

Secção publicada todos os domingos no jornal Público, desde o dia 1 de Julho de 1992, coordenada por Luís Pessoa.

Campeonato Nacional 2018 – Prova nº 1

As competições da temporada 2018 iniciam-se com Calor e Morte no Alentejo, uma produção original de Compadre Al que aborda um tema que esteve no ordem do dia num período bem recente, a seca e as consequências para a agricultura que daí advêm. E porque este é um assunto premente, é com naturalidade que deparamos com as naturais preocupações de Lito que, ao procurar meios alternativos para defrontar a seca e a miséria que se aproximava, calcorreando caminhos e matas, campos e vales, e anotando o que de bom e de mau ia encontrando, acabou por encontrar a morte. Como o acréscimo de chumbo que tinha no seu corpo não se devia à tempestade de Verão que naquele dia fatídico assolou a região onde se encontrava, cabe aos detectives concorrentes a esta Prova nº 1 (Parte I) do Campeonato Nacional 2018 apontar todos os elementos que permitam determinar quem é o responsável pela morte do nosso herói.

A Morte do Rei dos Queijos, uma produção original de Rui Lopo, Prova nº 1 (Parte II) do Campeonato Nacional 2018, conduz-nos até uma queijaria onde decorre a investigação da morte do seu proprietário, um industrial de queijos e manteigas, fabricante de produtos únicos e especiais. O agente responsável, após deparar com uma folha com a palavra SIM, precisa de ajuda para associar esta mensagem deixada pela vítima com um dos potenciais suspeitos: o empregado da fábrica, Simão; um rapaz à procura de trabalho, chamado Simões; o Simas, que era como um filho para a vítima; ou o visitante desconhecido, antiga colega na América, Simmer. Um dos quatro foi o responsável pela morte do rei dos queijos. Quem terá sido?

Como sempre a data limite para envio das propostas de solução é o último dia do mês, ou seja, 28 de Fevereiro, para um dos seguintes endereços: pessoa_luis@hotmail.com, lumagopessoa@gmail.com ou luispessoa@sapo.pt, por correio eletrónico; Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 Marinhais, por correio postal; ou por entrega em mão ao próprio Luís Pessoa, onde quer que o encontrem.

Taça de Portugal 2018

De referir a importância na elaboração da proposta de solução a esta primeira prova, dado que apenas serão selecionados para disputar a Taça de Portugal, os quais estarão em confronto direto apenas a partir da segunda prova, os detectives concorrentes que apresentarem as 512 melhores soluções. Por isso, todos os cuidados são poucos para aqueles que almejam chegar a uma fase mais avançada desta competição.

Ranking Público-Policiário 2018

O ano de 2017 terminou com Búfalos Associados no Nº 1 do Ranking Público-Policiário. Como uma parte desta pontuação transita para o ano de 2018 (exactamente 20% da pontuação anteriormente obtida, arredondada por excesso), disponibilizamos de imediato a primeira classificação deste ano relativa ao Ranking Público-Policiário 2018: Búfalos Associados inicia o ano na liderança desta classificação, com 112 pontos, seguido a uma curta distância por Daniel Falcão (108) e Detective Jeremias e Inspector Boavida (ambos com 104). Além destes quatro que se posicionam nos lugares de frente, destacam-se também aqueles que fecham o top-10: Inspector Aranha (102), Mister H (100), Inspector Moscardo (97), Paulo (96), Karl Marques (94) e Ego (91).

 

ARQUIVO HISTÓRICO DA PROBLEMÍSTICA POLICIÁRIA PORTUGUESA

Recolha museológica da problemística policiária portuguesa, apresentada em Dezembro de 2004 e coordenada por Jartur Mamede.

Novidades

Depois de um período particularmente triste que ensombrou o final do ano passado do confrade Jartur Mamede, aí está o regresso do alma mater do Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa, pois “há que continuar a lutar pela vida e usufruir as poucas oportunidades que ela nos oferece” [palavras de Jartur].

Numa das suas visitas periódicas à Feira da Vandoma, Jartur Mamede adquiriu, para o Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa, 350 suplementos de “Domingo”, publicados no jornal “O Primeiro de Janeiro”, onde foi possível recolher dezenas de problemas policiários que ali se publicaram da década de 1960. Problemas estes que esperamos juntar, em breve, à já longa lista disponível na versão online do AHPPP, ou seja: sete problemas de Sete de Espadas, os vinte problemas que marcaram a passagem do 25º aniversário da secção Policiário (aos quais já se juntaram os problemas da temporada 2016), os nove problemas publicados na secção Detective, os nove problemas publicados na secção É o Leitor um Bom Detective? e os problemas de Carlos Paniágua Fèteiro publicados na secção Fora da Lei!...

E assim prosseguimos a recuperação do atraso da parceria que o CLUBE DE DETECTIVES tem com o AHPPP, continuando a divulgar recolhas passadas de Jartur Mamede e, ao mesmo tempo, divulgando os seus novos trabalhos de pesquisa. De qualquer modo, estamos disponíveis (e interessados) para receber os vossos contributos, com o intuito de enriquecer o Arquivo Histórico da Problemística Policiária Portuguesa online.

 

O DESAFIO DOS ENIGMAS

Secção publicada no jornal Audiência Grande Porto, desde o dia 1 de Junho de 2016, coordenada por Salvador Santos (Inspector Boavida).

Novas iniciativas

A secção O DESAFIO DOS ENIGMAS, do jornal AUDIÊNCIA GP, tem neste momento em marcha duas novas iniciativas: 1) “Mãos à Escrita!” – um concurso de produção de enigmas policiários, aberto a todos os que se queiram “aventurar” na escrita deste género de ficção, sem temática definida, tendo apenas como condição o limite máximo da dimensão do enunciado (duas páginas A4, com o tipo de letra Times New Roman, corpo de letra 12 e espaçamento de 1,5 linhas); 2) “Solução à Vista!” – um torneio de decifração, composto pelos enigmas apresentados ao concurso supracitado, em que os participantes (também) classificam os produtores.

 

TERTÚLIAS E CONVÍVIOS

Notícias sobre tertúlias e convívios.

XIV Convívio da Tertúlia Policiária da Liberdade

A Tertúlia Policiária da Liberdade realizou uma reunião, no passado dia 1 de Julho de 2017, para balanço do seu XIV Convívio e de toda a sua actividade em geral. Coincidindo a data com o 25º aniversário da secção “Público-Policiário”, a TPL não deixou de assinalar tão relevante acontecimento policiarista nem de brindar, com toda a justiça, ao confrade Luís Pessoa, o responsável daquela secção ao longo deste quarto de século.

TPCCS – Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA

O confrade Abrótea, há muitos anos dedicado ao Policiário, Cruzadismo e Charadismo, apela a todos os confrades residentes na área de Setúbal para que, com ele, promovam a criação da Tertúlia Policiária, Charadística e Cruzadista SADINA (TPCCS), com o intuito de relançar o espírito tertuliano das décadas passadas. Para quem estiver interessado em colaborar, aqui fica o seu contacto: semumtusto1@gmail.com.

 

O POLICIÁRIO NA INTERNET

Blogues relacionados com policiário.

Policiarismo

Assim se apresenta o blogue Policiarismo: “O policiarismo tem em Portugal várias dezenas de atividade. Este é mais um espaço de memória”… e aqui vamos recordando muito do que se tem feito ao longo das últimas décadas. Depois de no passado dia 18 de Fevereiro ter sido recordado o problema relativo à oitava prova do I Campeonato nacional de Problemas Policiários, intitulado “O Caso da Morte do Magnata” e publicado no XYZ Magazine, em Julho de 1981, eis que está disponível aquela que foi considerada a melhor solução, sendo Detective Invisível o respectivo autor.

Neste blogue é ainda possível acompanhar a inventariação de policiaristas, secções e publicações, na qual já estão recenseados mais de 6500 policiaristas, com um vasto conjunto de informação muito diversificada, assim como uma grande parte da actividade desenvolvida por várias secções.

Local do Crime

Depois de sete anos de interrupção o blogue Local do Crime regressou, como “caixa-de-ressonância da secção O Desafio dos Enigmas no espaço cibernético”… citando o Inspector Boavida, criador deste espaço.

Crime Público

E, claro está, aproveitando as palavras do Inspector Boavida, temos também o Crime Público como “caixa-de-ressonância” da secção Policiário.

 

 

 

 

Um abraço e até breve

(7) A nossa sentida homenagem a SETE DE ESPADAS.

© DANIEL FALCÃO, 2000-2018